Picdeer logo Browse Instagram content with Picdeer

#psicólogapvh

Posts tagged as #psicólogapvh on Instagram

6 Posts

As pessoas costumam subestimar o que acontece nos primeiros anos de vida da criança. O "ela não entende" passa a anular a condição desse novo ser que sente e se desenvolve a partir do que recebe.  E eis aí um dos maiores enganos nessa jornada que se inicia. As experiências afetivas vivenciadas pela criança possuem uma ligação bastante clara com o modo com que o cérebro da criança irá se desenvolver. Mais afeto, mais segurança, maior presença  materna e mais constância no ambiente significam maior saúde emocional. A relação pode não ser imediata. Tampouco visível no mesmo momento. O resultado do que foi plantado e regado durante esse período vai aparecendo aos pouquinhos, com o tempo. É preciso paciencia e confiança no trabalho que está sendo realizado. No final, as sementes tornar-se-ão  árvores fortes, com raízes firmes, que não irão sucumbir na primeira tempestade, nem balançar ao menor sinal de vento.  E aí sim, os pais poderão descansar, tranquilos, embaixo das suas folhas. Tudo no seu tempo. #psicologia #psicologiaperinatal #parentalidade #psicologiapvh #criação #parto #gravidez #pregnant #pregnancy #aconselhamentoparental #psicologiapvh #psicólogapvh #maternar #apego #maternagem #criaçãocomapego #infância #holding #winnicott
A experiência da maternidade é uma realidade essencialmente individual. Assumir esse novo papel, ter sob sua tutela e sua proteção uma nova vida, implica entender q as mudanças advindas dessa nova realidade precisam ser vivenciadas da forma + fluida e + saudável para todos os envolvidos nessa nova constituição familiar. Essa vivência não significa a ausência de dificuldades, cansaço ou de entendimento de q as coisas não voltarão a ser como antes. Significa responsabilidade, resiliência, conexão e afeto. Mas também significa conhecimento.  O popular "cada mãe sabe o q é melhor para o seu filho", não deve ser encarado como verdade absoluta. Não mais. Assim como existem fases do desenvolvimento motor e cognitivo q precisam ser compreendidas sob a ótica científica, também existem fases do desenvolvimento psicológico e emocional q devem ser enxergadas e entendidas com o mesmo comprometimento e seriedade.  Estar atento ao processo d gerar e maternar nos 1os anos de vida da criança podem custar um pouco mais no presente, mas irá garantir uma maior tranquilidade e segurança no futuro. Chamo d melhor investimento. O famoso "para colher é necessário semear". Nessa jornada, pais e filhos precisam d atenção  e acolhimento. Não é apenas uma mudança na vida d alguém, mas - talvez - a maior delas.  E é  preciso entender q essa mudança tem significados diferentes para cada pessoa. Que mtas vezes existe uma dissonância entre o q é difundido como regra e o q é real para cada mulher e q essa diferença entre a imagem materna construída socialmente e vendida - algumas vezes - como modelo de sucesso pode  ser um gerador de ansiedade e um dificultador da vivência materna na sua plenitude. Assim, o nosso objetivo nesse cenário é ajudar mães e pais a entenderem essa nova configuração, acolhendo medos e dúvidas e clareando os caminhos em relação ao desenvolvimento afetivo e emocional dos seus filhos, para q as intervenções sejam as +
"Aceitar-se como se é na realidade, e não como se quer ser, é um sinal de saúde mental. Aceitar-se não é resignar-se ou abdicar de si mesmo; é uma forma de estar mais perto da realidade, de seu estado atual. A imagem do self ideal, na medida em que se diferencia de modo claro do comportamento e dos valores reais de uma pessoa é um obstáculo ao crescimento". Sobre Carl Rogers e a terapia centrada no cliente, em Teorias da Personalidade, de Fadiman & Frager. ❤ #carlrogers #aceitação #psicologia #psicoterapia #psicologiapvh #psicólogapvh #psicóloga #autoaceitação #sejavocê #existencialismo #gestalt #gestaltterapia #terapiacentradanocliente
Você já parou para pensar no porquê de algumas coisas q você faz? Se a razão está vinculada a algum propósito útil, mesmo que na ordem do subjetivo? Pois é. Quanto mais entro em contato com o sofrimento e com as frustrações alheias, mas me convenço de que a sociedade tem um efeito anti-meditante. São tantos a prioris, que já não se questiona, nem se reflete. Simplesmente se age ou se espera na ordem do automático, num característico efeito manada. A gente faz isso com a gente. Fazemos isso na vida dos nossos filhos. A gente diz um monte de "não", sem nem refletir sobre a real necessidade de cada proibição. Simplesmente porque convencionou-se. E de convenção em convenção, a gente vai colecionando crises e desenvolvendo um "Manual Interno". O que a gente acha passa ser o que a gente "acha que acha". Mesmo sem ser. E a gente fala sem pensar, age sem ponderar, julga sem refletir. E vai se afastando das verdades pessoais e se aproximando de um pacote de "ter que" que não se sabe pra quê. Tipo o laço na cabeça do bebê. Não tem utilidade, diminui o seu  conforto e é mais uma estranheza a qual tem q se adaptar paralelo a um monte de adaptações vitais a qual é submetido. Assim é com a gente. No meio de um monte de necessidade legítima, ainda achamos q temos q fazer o q esperam de nós. Calçamos o têni, a meia, mesmo sem saber andar e num calor de 40 graus. Simplesmente pq a gente acha q é o que esperam. E algumas vezes o número - inclusive - é menor do q o nosso pé. Mas nos adaptamos até ao desconforto, mesmo sem precisar. Simplesmente para não fugir de um padrão pré -estabelecido. E a cada passo nos afastamos do que e essencialmente nosso e, mesmo q tácita ou indiretamente, acabamos exigindo isso do outro. Padrão, "normalidade", lacunas. Um do outro tão distante de si, qto nós mesmos. #psicologia #psicologiaperinatal #parentalidade #existencialismo ##individualidade #psicologiapvh #psicoterapiapvh  #psicólogapvh
É isso! Se não está disposto a fazer sacrifícios, não tenha filho. Se espera que a sua vida continue parecida com o que era antes, não tenha filhos.  Filho é o maior dos compromissos. É entrega e doação. Se tudo isso soa mais como peso do que como amor, repense a decisão da maternidade.  A maternidade é romântica, sim. Não porque não tem problemas ou porque não dá vontade de desistir por milésimos de segundo. Aliás, não conheço romance sem luta, sem desafios, sem drama e sem final feliz. E a maternidade é uma jornada cheia de finais felizes. Pequenos e grandes.  Então, se você não tem tempo, não tem a paciência necessária, não consegue perceber a grandeza e a importância da parentalidade no desenvolvimento de uma criança, desista em quanto é tempo. Por você e por ela. (Cris Pascoalino) #maternidade #maternagem #psicologia #psicologiaperinatal #parentalidade #parentalidadepositiva #aconselhamentoparental #gravidez #pregnant #pregnancy #psicoterpia #psicologiapvh #psicólogapvh #educarfilhos #maternarcomamor #paisefilhos #maternidadeconsciente
O mês das mães chegou e junto com ele as promos maravilhosas que só MAOS DE LAURA oferece para você. Aproveite nossos pacotes para que sua mãe se sinta muito mais especial e linda. . . . Para mais informações e só ligar e agendar sua avaliação! Será um prazer atendê-lo. 📲 (69)9. 9239-8285  #rondonia  #ro  #pvh  #brasil  #aloise #massagem  #reflexologia  #drenagem  #terapeutica #relaxante  #limpezadepele  #auriculoterapia  #ventosaterapia  #diadasmaes  #mae #fisioterapia  #educacaofisica #psicólogapvh #psicóloga #fonopvh  #fonoro  #rs  #recife