Picdeer logo Browse Instagram content with Picdeer

@maripalma

mari palma

maripalma

🎥 repórter e apresentadora na @redeglobo. 🎬 ex g1 em 1 minuto, agora no mais você. 💛 viagens, séries e brusinhas. 📩 maripalma@publination.com.br

  • 575K Total Likes
  • 4K Tot. Comments
nesse vídeo, vc tinha pouco mais de 1 aninho. foi quando vc começou a me chamar de “dinda”. o que, aliás, foi o melhor presente que eu ganhei na vida: ser dinda de um serumaninho tão especial. eu amo acompanhar cada passinho do seu crescimento, meu amor. lembro de quando vc começou a andar, de como vc sorria com a boquinha de lado, de como vc fazia “shhh” com o dedo ao contrário, de tudo tudo mesmo. hoje vc tá fazendo 3 anos e eu só sei sentir orgulho da pessoinha que vc tá se tornando: carinhosa, inteligente, corajosa, legal, curiosa, do bem. a dinda, a mamãe, o papai, a vovó, o vovô e todo mundo que tá do seu lado tem muita sorte de poder aprender tanto com vc todos os dias. obrigada por tanto que vc faz pela gente, obrigada por ter escolhido a gente, obrigada! eu te amo tanto que não consigo nem explicar. feliz aniversário 💛
eu vendo fotos de 10 anos atrás.
só uma camiseta possível nesse momento. #chegalogoabril #gameofthrones ❄️
#tbt das férias com a foto que quase matou mamãe do coração, ainda mais com essa interpretação belíssima digna de oscar do phelipe.
domenico, o príncipe da família, todo bonzinho e especial. a titia não aguenta de tanto amor e enche de beijo o tempo todo. vcs também são assim? 💛✨ #babydom #amordatia
“mari, qual sua série favorita?” 💛✨
#tbt de três dias atrás porque eu já tô com saudade ✨☀️
quando vc volta pra casa e não aceita que a folga acabou. 💔
só de olho nesse 2019 que tá começando. vem que vai ser lindo! ✨
quando eu era criança, me chamavam de “bicho do mato”. tinha vergonha de tudo, até de ligar na pizzaria pra pedir pizza. aí diziam “vc tem que conversar mais”. mas toda vez que eu tentava, era um desastre - dava “bom dia” quando era noite, respondia “obrigada” quando falavam “prazer”. o único momento que “me solto” é na frente da câmera. é onde eu fico confortável, feliz. já me disseram que é pq as câmeras não julgam. talvez seja isso.  enfim, em 2018, eu tive 2 mudanças que me tiraram de toda a zona de conforto que eu tinha: saí da casa dos meus pais pra morar sozinha, não tinha mais minha família todo dia. ao mesmo tempo, eu mudei no trabalho: de área, de função, de horário, de redação, de tudo... também não tinha mais a minha outra família, que segurava minha mão todo dia quando eu entrava ao vivo no G1 em 1 minuto. no meio disso, tive que ouvir por aí “mari fica pra escanteio”, “mari some”, “nossa, a mari engordou”, “o cabelo dela tá horrível”, enquanto eu tava ali todo dia apanhando pra tentar aprender e achar meu lugar num mundo totalmente novo pra mim... mas aí eu simplesmente fui, um dia de cada vez, até hoje. não foi um ano fácil, mas foi muito importante. hoje, se eu pudesse falar algo pra mariana de 10 anos, eu diria: “não se preocupa que quando vc crescer, já vão ter inventado um jeito de pedir pizza pelo celular. enquanto isso, cultiva seus amigos e sua família porque eles vão ser sua zona de conforto sempre que todo o resto sair do lugar”. e é com esse espírito que eu termino 2018: aconteça o que acontecer, o mais importante é a gente ter pra quem voltar. e eu tenho um time incrível, que me conhece mais do que eu mesma, que não me julga e que me empurra pra frente sempre. obrigada família, namorado e amigos, por me dar a força que eu às vezes acho que não tenho. e obrigada também vcs que me seguem aqui: seja pelo meu trabalho, pelas brusinhas ou pelas
continue a nadar, continue a nadar... 🐳 (📸 @phelipe.siani)
look da semana toda ✨💛

Loading